01 dezembro 2009

Passou, passará



As águas de dezembro chegaram para abrir o verão. Eu fico triste quando o dia é corrido e tudo que penso é “que saco, tá chovendo”. Anos antes ficaria feliz “oba, vou pra rua, vai chover!”. Mas é difícil se alegrar com chuva quando há trabalho, estudos e contas a pagar.
Eu, antes, vivia feliz com o verão e, influenciada por filminhos da sessão da tarde, “Meu Primeiro Amor”, coisa a e tal, tentava sempre fazer do meu verão uma coisa inesquecível. Achava que nunca conseguia e no ano seguinte tentava de novo.
Hoje eu sei que todos os verões, as férias e as tardes na chuva foram inesquecíveis.

3 comentários:

Kiara Guedes disse...

Ah, penso melhor quando chove, fato...

anamariacorri disse...

Eu ainda adoro a chuva... Ainda penso: eba se começar a chover vou descer pra rua... e ainda durmo muito melhor se está chovendo, mesmo eu dormindo dentro de casa e com a janela fechada, sem nem ver que está chovendo ahuhauhua... Carol.. você tá ficando velha... Fato! kkkkk
Beijooo

Fernando J. Pimenta disse...

A chuva sempre traz consigo um mecanismo de catarse.